Pesquisar este blog

domingo, 30 de outubro de 2016

Imagem comovente de Miss Tailândia 2015 ajoelhada em frente à mãe catadora para agradecer esforço e cuidados comove internautas




Uma imagem comovente está repercutindo na internet ao flagrar o momento em que uma jovem Miss retornou à sua cidade natal e se ajoelhou para agradecer à sua mãe, uma catadora de lixo, pelo esforço que fez por ela.
As imagens foram feitas na Tailândia, e mostraram a jovem Khanittha Phasaeng, de 17 anos, vencedora do Miss Uncesored News Tailândia 2015, ajoelhada em frente a sua mãe.
A mãe, uma catadora de lixo, estava em frente a pilhas de caixas no momento em que a filha chegou.
A imagem comovente conquistou o coração de várias pessoas. A mãe de Khanittha criou a filha sozinha, apenas com o dinheiro que consegue com a reciclagem.


Mint foi recomendado para participar de um concurso de beleza na Tailândia por acaso. Ela nunca imaginou ganhar a competição.
A mãe de Mint se separou do pai da modelo quando ela era criança, mas se casou de novo.

Após a vitória, Mint ganhou publicidade, cinema e trabalho na televisão, o que vai ajudar a melhorar a situação em sua casa.
Mesmo assim ela disse que sua família continuará vivendo como catadora.




 Fonte: DailyMail e Facebook
Texto traduzido por:  Gadoo/ http://www.gadoo.com.br/noticias/imagem-comovente-de-miss-tailandia-2015-ajoelhada-em-frente-a-mae-catadora-para-agradecer-esforco-e-cuidados-comove-internautas/

domingo, 23 de outubro de 2016

A História de um Filho de Aracoiaba e ex-aluno das Escolas CNEC e Almir Pinto na cidade de Aracoiaba no Ceará que hoje realiza um intercâmbio de doutorado em uma das melhores universidades da Europa




Allberson Dantas, filho de Aracoiaba, analista de sistemas do Governo Federal, professor universitário e aluno de doutorado, é um exemplo a ser seguido.

 De origem humilde, aluno da antiga CNEC e da escola Almir Pinto ambas na cidade de Aracoiaba no interior do Ceará, traçou um caminho vitorioso através de muita fé, humildade, força de vontade e perseverança. Allberson é filho de Willdson Freire (in memorian) e Alba Oliveira, nasceu e cresceu em Aracoiaba, sendo criado também por sua avó (D. Liduina), que passou a chamar também de mãe, seu avô (Altamiro, in memorian) e suas tias. Desde o início dos estudos, na escola CNEC, Allberson já se destacava entre os melhores alunos, não por ser o mais estudioso, mas sim por sempre se questionar o porquê da utilidade dos conhecimentos adquiridos, o que lhe fazia ter um raciocínio preciso sobre o assunto, mesmo sem ter que decorar todo o conteúdo.

 Desde pequeno, a ciência já lhe fascinava. Como a CNEC cobria somente o ensino fundamental, passou a fazer o ensino médio na escola Almir Pinto. Lá, sentiu uma imensa diferença no ensino, que naquele tempo era muito deficitário nas escolas públicas. Foi então que resolveu, paralelamente, estudar por conta própria, fazendo qualquer curso que sobrasse vagas no antigo CVT e fazendo um curso de Programação de Computadores na escola CEPEP, em Fortaleza.

 Foi aí que surgiu a paixão pelos computadores, que somente anos depois viria a ser sua profissão. Nesse momento também houve uma seleção de 3 estagiários do antigo banco BEC, onde foi indicado para fazer a prova pela direção da escola mesmo considerado sem chances por ela. Para surpresa de todos, ficou em segundo lugar dentre oito pessoas, mesmo tendo estudado sozinho através de uma simples enciclopédia comprada em uma banca de revistas por sua mãe D. Liduina.

 Ao fim do segundo ano, recebeu um convite de sua tia Fabiane para fazer o terceiro ano em Fortaleza, morando com ela. Até então a idéia era estudar em colégio público pois a família não tinha condições para bancar as altas mensalidades dos colégios da capital.

 Foi então que um amigo de sua tia lhe conseguiu com muito esforço uma bolsa no colégio Farias Brito, que mesmo assim ainda era um valor alto mas que pôde ser pago com muito esforço de sua mãe D. Liduina e sua tia Fabiane. Ao chegar ao colégio, sentiu um choque de realidades ao ver que todo o conteúdo visto durante sua vida tinha sido revisado em apenas um mês de aula. Ele então correu atrás do tempo perdido, estudando noites e mais noites para fazer os simulados do colégio.

 Nesse momento, ele pensava em cursar Direito para montar um escritório com sua tia que também queria fazer esse curso. Ao final do ano, resultados já puderam ser observados, pois foi aprovado em História, na UECE, e Telemática no CEFET, mas não foi aprovado em Direito na UFC.

 Foi então que em uma dessas feiras de profissão, ele realmente se descobriu no curso de Ciência da Computação. Mesmo cursando História e Telemática continuou estudando para fazer Computação no ano seguinte e obteve êxito. Todavia, o curso de Computação era conhecidamente um dos mais difíceis e com mais taxas de evasão. Allberson então abandonou o curso de História e seguiu fazendo Telemática e Computação. Mais à frente, entretanto, teve que escolher um entre os dois cursos, pois já no começo lhe despertava o interesse pela pesquisa em Computação, algo que já demandaria muito tempo.

 Ele então abandonou Telemática e pertenceu a grupos de pesquisa durante toda a graduação em Computação. Nesse tempo ainda foi estagiário da SEFAZ-Ce e passou para assistente de logística no concurso da Ceará Portos, mas não assumiu para poder estudar.

 Ao final do curso, soube da notícia que haveria um concurso muito concorrido na área de Computação, o concurso do SERPRO (Serviço Federal de Processamento de Dados), empresa pública associada ao Ministério da Fazenda. Ele, sem condições financeiras para pagar um curso particular para o concurso, estudou por conta própria e se baseou em seus conhecimentos adquiridos na graduação.
Tempos depois veio a aprovação no concurso, que veio junto à aprovação para ingressar no Mestrado em Ciência da Computação, que era sua paixão.

 Trabalhar e fazer o mestrado não foi uma tarefa fácil, mas a ajuda dos seus chefes no SERPRO, uma liberação de metade da carga horária de trabalho foi conseguida em virtude da dedicação de Allberson ao trabalho.
Após concluir o mestrado, Allberson ingressou como professor nos horários livres na faculdade FATENE, onde ficou por lá por quase 3 anos. Nesse momento, em uma das festas da cidade conheceu sua esposa, Camylla Dantas, Engenheira Ambiental e Sanitarista e Mestranda em Energias Renováveis, com quem é casado há quase três anos. Nesse momento também ressurgiu a vontade de fazer ciência novamente e ele, com o apoio da esposa, preparou todo o projeto de doutorado para seleção e tentou novamente uma liberação junto ao SERPRO, que, dessa vez, por questões financeiras, negou a solicitação. Decidido a alcançar mais esse objetivo em sua vida, resolveu sair do SERPRO, passando em um concurso para professor da UFC em Quixadá. Todavia, nos últimos dias de trabalho no SERPRO, a empresa reconsiderou e o liberou parcialmente para o doutorado, sabendo que estaria perdendo um funcionário dedicado à empresa.
 
O doutorado de Allberson já dura dois anos e sete meses. Apesar de serem raros os casos em que um doutorado é concĺuído em menos de quatro anos no curso de computação da UFC, Allberson se esforça para produzir resultados satisfatórios e antecipar esse tempo. No início do ano, em contato com um professor convidado do seu orientador, oriundo da Universidade do Minho (Portugal), umas das mais tradicionais escolas de ciências da Europa, surgiu um interesse de pesquisa conjunta e um convite de um intercâmbio de um ano. Devido ao trabalho e às atividades do doutorado, Allberson sô pôde estar em Portugal por um mês e meio. Atualmente, também é também professor na Unichristus.
 
Por fim, Allberson considera que a vida possa ser enxergadada de duas formas. Uma delas é aquela dos que aceitam as dificuldades e levam a vida acomodados lutando contra elas no dia a dia e outra é aquela dos que lutam para vencê-las de fato. Segundo ele, a última pode não te levar a lugar nenhum mas com certeza a cada vitória, por mais pequena que seja, te ensina um novo valor de vida, que, de repente, pode ser útil no futuro. Ele conclui agradecendo a Deus e à família e dizendo que o sucesso é nada mais do que um jogo de cartas com os valores de vida que se tem.






SABRINA FERREIRA

Sabrina Ferreira fala ao blog celebridades do maciço, das coisa que mais gosta na vida!
- a coisa mais importante é a minha primeira Eucaristia.
E a saúde dos meus pais.
Irmã Sabrina se abre na conversa e fala do que mais faz os olhos dela brilha?
-O que mais faz meus olhos brilhar e a música, o chocolate e flores.
E fala do que mais  tira do seu coração para oferecer as pessoas.
-Minha disponibilidade em servir.
Fala também do que mais gosta de colher das pessoas.
-Atos genuínos de amor ao próximo. Pessoas que fazem o bem sem pedir nada em troca.
Qual palavra você usaria para definir sua vida?
-A fé, Deus me presenteou com uma família linda que amo muito! Depois me oportunizou conhecer o carisma franciscano através da Jufra e nesta desenvolvo hoje o cuidado com despertar desse carisma em todas as crianças e adolescentes do Brasil.

Sabrina Ferreira da Silva, é enfermeira da Unimed Fortaleza, Jufrista da Fraternidade Aliança de Assis e exerce a função de secretaria de IMMF( Infancia micro e mini franciscana) nacional e é muito dedicada em tudo que o faz principalmente quando se trata dos serviços para Jesus.
   

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Cordéis de História, de Abelardo Nogueira, Artemiza Correia, Bruno Paulino, Cícero Modesto e Gutemberg Andrade

O livro Cordéis de História


Lançado no dia 9 de agosto de 2016, na biblioteca municipal de Aracoiaba por Abelardo Nogueira um dos escritores, o livro foi escrito por cinco autores; dentre eles, Abelardo Nogueira já citado, Artemiza Correia, Bruno Paulino, Cícero Modesto e Gutemberg Andrade. No livro encontramos dezenas de cordéis, um mergulho nas profundas artes da literatura.
O lançamento contou com a presença ilustre da escritora e delegada da união brasileira de trovadores de Aracoiaba, Ana Maria Nascimento e do secretario municipal de educação de Aracoiaba, Emilio de Fritas.


Abelardo Nogueira


Abelardo Nogueira ao lado da escritora, Ana Maria Nascimento.
 
Veja um teto escrito por Ana Maria Nascimento, delegada da união brasileira de trovadores de Aracoiaba para Abelardo Nogueira.

Discorrer sobre a poesia de Abelardo Nogueira é mergulhar nas cristalinas águas de um oceano permeado dede inspiração, pois o poeta ao trabalhar sua obra, revela seu potencial artístico literário, com a maestria que lhe é peculiar. 
Ele usa em seus versos sentimentos que induzem ao entusiasmo , ao riso, assim sendo consegue conduzir o leitor pelo caminho da simplicidade dominante na vida do homem que vive em contato com a natureza, como podemos ler nos versos: "... Se fartando na areia, Suje a mão ou suje o pé, Nem precisa apreensão, Pode se melar até..."(in "Balneário Cascatinha"); "... Coisas de rara beleza, Obras que a mãe natureza, Permite-nos contemplar". (in "Um país ao norte").
Abelardo Nogueira se esmerou no trato com as palavras, cantou e decantou seu estro poético ao descrever ao mote; "AMAZÔNIA UM PEDAÇO DO BRASIL, DE COSTUMES E DE DOTES TROPICAIS" e "Balneário cascatinha" assim também ao narrar fatos repulsivos, como "Angruras da corrupção"; dentre outros títulos informativos. Os leitores, certamente, se divertirão com as narrativas do autor, um artífice das letras comprometida com o fazer literário para o povo.
 
Ana Maria Nascimento
 

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Festa dos 15 ano de Yasmin Castro a noite das célebres que entrou para história


No dia 27 de agosto deste corrente ano de 2016, na cidade de Fortaleza foi comemorada a "noite" em estilo de festa de Hollywood em um ambiente agradável entre amigos e familiares de Yasmin Castro, comemorou-se seus 15 anos de vida, na festa esteve presente autoridades, empresários amigos da família, parentes, amigos de Yasmin  e funcionários da empresa do pai de Yasmin Castro.
Com muito glamour Yasmin Castro recebeu as pessoas em sorrisos de felicidades, depois desfilou pela passarela dirigindo-se até uma galeria com suas fotos, onde permaneceu por quase uma hora em sessões de fotos com os convidados da festa.
Mais tarde ela fez uma outra apresentação, desfilando novamente, desta vez pela escada passando pela passarela e permanecendo no palco principal, onde foi tirada pelos cavalheiros para dançar uma valsa, logo após, ela foi homenageada pelo seu pai adotivo que lhe presenteou com uma joia de alto valor, Yasmin também recebeu homenagens de suas amigas e veio as lágrimas de tantas emoções, Yasmin também fez homenagens as pessoas mais importantes de sua vida presenteando-a com o troféu YASMIN.

veja um pouco do cenário em fotos de André Leonardo.



 A linda yasmin foi homenageada pelos personagens que ela mais gosta, o homem de ferro é o seu preferido.








 Yasmin com sua família.


 Yasmin é presenteada pelo seu pai adotivo com uma joia de grande valor.
















 Troféu Yasmin 

  Blog Celebridades do Maciço

domingo, 28 de agosto de 2016

Rogério Gomes


Rogério Gomes é natural de Crato-CE com residência em Fortaleza-CE onde mora há mais de 35 anos. Bacharel em Comunicação Social pela Universidade Federal do Ceará, iniciou a carreira na Rádio Universitária FM. Prestou serviço como repórter na TV Verdes Mares, afiliada da Rede Globo no Ceará. Ingressou na Rede Manchete em 1994 e atuou também como repórter na RedeTV. "A Manchete, então comandada por Adolfo Bloch, foi um marco para a TV brasileira, pois conseguiu implantar um jornalismo dinâmico e que chegou a ser classificado na época como de primeira classe".
Rogério Gomes trabalhou 24 anos no Grupo de Comunicação O POVO, onde exerceu as funções de repórter e apresentador na Rádio O POVO. Foi também repórter e editor do Jornal O POVO. É repórter da TV Cidade de Fortaleza, afiliada da Rede Record. Também faz matérias para a Record News.
Atualmente, Rogério Gomes ingressou num novo projeto profissional. Há quatro meses, colocou no ar oblogdorogeriogomes.com.br que traz informações políticas no cenário nacional e local, além de assuntos de destaque da Capital e do Estado. "A ideia é levar a experiência na área jornalística para a internet, onde a informação circula com velocidade. Mas, nesse meio, é preciso informar com qualidade e credibilidade", resume.
No âmbito profissional, também mantém a empresa Clipping News Produções, que atua no mercado do Ceará com a perspectiva de oferecer um leque de serviços que vai desde a assessoria de imprensa até a gravação em vídeo de eventos. "Produzindo também documentários e comerciais utilizando equipamentos HD Digital. Buscando discutir ideias com os clientes e atuando diretamente na formatação da peça publicitária", completa.

 Rogério Gomes fazendo a cobertura da copa no Brasil, estádio do Castelão em Fortaleza Ceará. 


 
Rogério Gomes no açude de Quixadá.

ANA MARIA NASCIMENTO



 ANA MARIA NASCIMENTO nasceu na cidade de Aracoiaba-CE, no dia 12 do mês de outubro. Filha de Honorato Alves do Nascimento e Francisca Soares do Nascimento.
Concluiu em 1972 o curso de Professor Primário no Ginásio  e Escola Normal Virgílio Távora, onde integra a Associação dos Educadores  de Aracoiaba.     

Graduou-se em Pedagogia pela Universidade Estadual do Ceará – UECE em 1993. É Especialista em História do Ceará Metodologia, Fontes e Pesquisas pela  citada Universidade.

Ao ingressar no Magistério, lecionou na Escola Isolada de Encosta e, posteriormente, no Ginásio e Escola Normal Virgílio Távora – GVT, ambos na cidade de Aracoiaba.

Mudou-se para Fortaleza, onde trabalhou nas confecções Royale S/A, durante três anos, como Supervisora de Segurança do Trabalho.

Ocupou o cargo de Diretora Pedagógica e Vice- Presidente do Conselho Escolar na Escola de Ensino Fundamental e Médio Almir Pinto. Também exerceu a função de Diretora Pedagógica do Centro Educacional Cel. Pedro Guedes Alcoforado, na cidade de Aracoiaba e Professora Orientadora da Ação Docente Supervisionada do Núcleo de Educação Continuada a Distancia NECAD-UECE.

É poeta, cordelista e trovadora.

Dentre as várias agremiações lítero-culturais a que pertence citam-se a Ala Feminina da Casa de Juvenal Galeno, Academia de  Letras Municipais do Estado do Ceará – ALMECE, União Brasileira de Trovadores – UBT – Secção de Fortaleza; UBT de Aracoiaba, na qual ocupa o cargo de Delegada.Vice-Presidente da Associação dos Escritores do Maciço de Baturité – AESCRIBA, Academia de Letras do Ceará- AFELCE e Academia Afrocearense de Letras.

Seus trabalhos literários estão publicados na Revista Serrana, do Instituto  Educacional do Maciço de Baturité -  IMBA; na Revista Jangada da ALA  FEMININA da Casa de José Galeno;  nos Jornais: Nossa Vez  do Clube dos alunos da Escola Fundamental e Médio Almir Pinto de Aracoiaba;   Academus da Academia de Letras dos Municípios do Estado do Ceará – ALMECE; O Luzeiro da Academia Feminina de Letras do Ceará- AFELCE; Meya Palavra do   Escritor Deusdedit Rocha; O Povo  da cidade de Fortaleza e Arrifana  de Portugal.  

Integra várias Antologias da: Litteris Editora – Rio de Janeiro,  Academia de Letras do Estado do Ceará – ALMECE,  Ala Feminina da Casa de Juvenal Galeno, Academia Feminina de Letras – AFELCE,   Participa do CD “ Porto Poesia” - 2000. Seu nome é verbete do “ Novo Dicionário Bibliográfico dos Escritores Brasileiros  - 2000”, organizado pela Casa do Novo Autor e Litteris Editora.           

 É autora dos livros:

Vivências (poemas), 2001;  Ciranda de Estrelas (poemas), 2007; Miscelânea de Saudades (prosa e verso) ; Nuances do Caminho (poemas) e  do opúsculo: Antoinette, Uma Beletrista a Serviço do Amor (prosa e verso),2012.

Premiações:


2005 - 2º lugar no II Concurso Literário Nenzinha Galeno da Ala Feminina da Casa de Juvenal Galeno; 2011 – 2º lugar no I Prêmio de Trovas César Coêlho; 2012 - 1º lugar no IV Concurso Literário Poeta Zé Mitoca de Ocara - CE, gênero (Martelo Agalopado); 1º lugar no Concurso de Poesia Juvenal Galeno, promovido pela: UBT de Maranguape, ACLA e AFELCE; 2015 - 2º lugar no VII concurso de Poesia Popular da União Brasileira  de  Trovadores,  Secção  de  Maranguape  e    Academia  de Ciências,  Letras  e  Artes  de  Columinjuba  –  ACLA / Tema: Elvira Pinho ;

 Como cordelista podemos citar: 

Atrações de Noronha – 2010, classificado em  3º lugar no Concurso de Poesia Popular da UBT de Maranguape; Centenário de Honorato Alves – 2011; Trajetória de Dr. Argeu Herbster – 2011, classificado em 1º lugar  no Concurso de Poesia Popular da UBT de Maranguape; Chico Anysio – O Mestre do Humor - 2012,   classificado em 1º lugar  no Concurso de Poesia Popular da UBT de Maranguape; Gonzagão Eterno “ Rei Do Baião” -  2012; Um Canto de Louvor a Maria Ferreira Melo (MORENA) – 2013;  A Origem do Cordel – 2014;  A Poesia Um Eterno Canto de Amor  2014;Taxistas  - Os Heróis do Volante – 2014;     Juvenal Galeno  - O Poeta da “Casa Iluminada ” - 2014, classificado em 1º lugar  no Concurso de Poesia Popular da UBT de Maranguape;  Capistrano de Abreu “Príncipe dos Historiadores Brasileiros- 2014, classificado em 2º lugar  no Concurso de Poesia Popular da UBT de Maranguape; Capistrano de Abreu “ Patrono Emérito da Historiografia – 2015, classificado em 1º lugar  no Concurso de Poesia Popular da UBT de Maranguape;  A Guerra do Trapiá – 2015, classificado em 1º lugar no VII concurso de Poesia Popular da União Brasileira  de  Trovadores,  Secção  de  Maranguape  e    Academia  de Ciências,  Letras  e  Artes  de  Columinjuba  –  ACLA.

2015 - Magnífica Cordelista por ser detentora de três títulos de vencedora em 1º lugar nos concursos da UBT – Maranguape e ACLA.

Contemplações em Concurso de Trovas da UBT Maranguape e Academia de Ciências, Letras e Artes de  Columinjuba  –  ACLA

2010 – 11º lugar /tema: Cadeira e 11º lugar/ tema:Flores ; 2011- 1º lugar/ tema: Patrimônio, 7º lugar/ tema: Floresta, 10º lugar/ Tema: Contador;  2012 – 1º e 8º lugares no 1º Prêmio de Trovas Humorista Chico Anysio / tema: Chico Anysio);  2013 – 2º e 9º lugares / tema: Capistrano de Abreu, 10º lugar/ tema: mão, 5º lugar/ tema: Professor, 5º e 12º lugares/ tema: Verso, 3º e 7º lugares/ tema: Sorriso, 2º e 6º lugares/ tema: Personagens de Chico Anysio;  2014 – 1º lugar/ tema: Futebol; 2015 – 1º lugar/ tema: Jornalista;  2016 – 4º e 10º lugares/ tema: Agricultor.

Homenagens:

Sócia Honorária da Casa de Juvenal Galeno.

Medalhas: Jubileu de Ouro da E.E.F.M Almir Pinto – 2003, Dr. Salomão Alves de Moura Brasil e Poeta Zé Mitôca.

Reconhecimento Especial no II Encontro Norte-Nordeste de Autores Literários – 2004; Mérito Acadêmico – 2007 e Honra ao Mérito – 2009 / Academia Feminina de Letras do Ceará – AFELCE; Amiga da Escola Joaquim Bento da Silva e da Comunidade de Caninhas – 2008; Comenda de Mérito Cultural e Cidadania em – 2012 e Menção Honrosa – Poeta Zé Mitôca- 2013/Ocara – CE; Celebridade do Ano de 2012 e “ Uma Mulher de Fibra” em 2013 - Aracoiaba/CE ; Comenda da Secretaria de Educação de Aracoiaba//CE –2014 .


Na AMECE, momento com a Acadêmica Lina, mãe de Regina Elizabeth Nogueira de Moura e de Fátima Moura Moura, e com as Acadêmicas ARACOIABENSES: Ana Maria Nascimento e Rose Aracoiaba, ao lado do Bispo Dom Edmilson Cruz, que esteve nos Abençoando com as Graças de Deus. 


Ana Maria Nascimento, ladeando o Presidente da ALMECE Escritor Francisco Lima Freitas, com demais Colegas da Academia de Letras dos Municípios do Estado do Ceará, nessa Tarde de 20 de agosto de 2016.

 Evento Literário em Fortaleza-CE, com Escritores Brasileiros, Integrantes da ALMECE - Academia de Letras dos Municípios do Estado do Ceará, nessa Tarde de 20 de AGOSTO de 2016, dentre os quais, nosso Ilustre Presidente Lima Freitas.

POEMA DE ANA MARIA NASCIMENTO UMA HOMENAGEM A NOSSA QUERIDA ARACOIABA.
 
Congratulações
              
 Anamaria Nascimento

Aracoiaba, terra muito amada,

que goza o privilégio de ouvir

as aves gorjeando em revoada

trazendo verdadeiro colorir.


Também, cidade linda e abençoada,

que não devemos nunca denegrir

pois nossa Mãe, Senhora Imaculada,

deseja muito seu total sorrir.


Os enaltecimentos recebidos

são parte do universo de valores

dos filhos que lhe são agradecidos.


E, nesta data, todos os louvores

jamais devem passar despercebidos
por conduzirem sinceros amores.